• Minuano

Como escrever uma excelente carta de motivação?


Durante a vida profissional e acadêmica, uma carta de motivação é, depois do currículo, uma das principais formas de demonstrar motivação, capacidade e alinhamento com uma oportunidade. Dar seu melhor na hora de preparar essa carta é, portanto, essencial para ter sucesso na empreitada do recrutamento, seja para um estágio ou uma posição full-time.


Para que serve a carta de motivação?


A carta de motivação tem três principais objetivos: em primeiro lugar, ela serve para que o candidato se apresente ao recrutador e demonstre interesse na posição; em segundo lugar, serve para que ele possa descrever por que tem as habilidades necessárias para exercer a posição com excelência; finalmente, a carta evidencia por que o candidato acredita que essa é a posição ideal para seu desenvolvimento, e como ele se alinha com a instituição que a está oferecendo. A maior diferença entre a carta e o currículo é que a carta permite um tom mais pessoal. Lembre-se que o recrutador também é uma pessoa, e a melhor forma de cativar alguém é através das emoções!


Como se preparar para escrever?


Para que a carta tenha qualidade, duas coisas são essenciais: que o candidato se conheça muito bem, e que conheça a posição almejada.


Autoconhecimento é um processo mais longo, que exige reflexão, vivência e acesso aos recursos certos. Conhecer as oportunidades que se apresentam, no entanto, é um desafio de mais curto prazo, que envolve saber quais habilidades são necessárias para a posição, entender muito bem a cultura da instituição que oferece a oportunidade e, por último, saber como ela posiciona o candidato para o seu futuro profissional. A maneira ideal para descobrir esses pontos é entrar em contato com pessoas que trabalharam em posições semelhantes e com atuais membros da instituição. Entender bem o que essas pessoas gostam e não gostam a respeito do trabalho normalmente é uma fonte bem rica para uma conversa mais longa.


Qual o formato típico da carta?


O formato mais eficiente para passar a mensagem de maneira clara consiste em quatro parágrafos, estruturados em uma forma “eu, vocês, nós e conclusão”.


O primeiro parágrafo é uma apresentação do candidato. Aqui é importante deixar claro suas qualificações, mas também dar uma ideia inicial de por que a posição faz sentido nesse momento.


O segundo fala sobre a instituição e a posição específica. Serve para mostrar que o candidato conhece bem as principais vantagens dessa vaga, e que se sente conectado à instituição.


O terceiro mostra como o candidato se vê naquela posição, por que acredita que é a pessoa ideal para exercê-la e por que essa posição é ideal para ele. É nesse parágrafo que conhecer muito bem a instituição e ter um elevado autoconhecimento faz toda a diferença. Caso contrário, ele parece frio e genérico.


Finalmente, a carta termina com uma conclusão, agradecendo a oportunidade e gerando uma expectativa de conversa mais aprofundada no futuro.


--

Atualmente Matheus está cursando seu MBA em Wharton. Previamente trabalhou como Associate em Portfolio Support na Advent e como consultor na McKinsey & Company, onde atuou em grandes empresas de Infraestrutura, Mercado Financeiro, Saúde e Telecom. Também obteve experiência na Falconi e Airbus. Matheus é Engenheiro de Computação formado pela UFRGS e pela École Centrale Marseille | LinkedIn

179 visualizações
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon
marca2_positivo.png